segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Recado

Seja lá quem você for, seja quem seja, apenas entenda.

Chegue. Desmorone. Apareça. Antes de mais nada apareça. Sorria. Me dê uma olhada. Sei que não atraio de primeira. Mas fique ao meu lado. Roube a chave do meu coração com um sorriso, uma palavra, uma ação bondosa, um elogio, um apelido. Meu coração será seu, e quero que guarde a chave que roubou junto com a tua. Junte-as. Una nossos corações em apenas um, que bate com amor e luz. Venha de repente e traga felicidade. Apenas me ouça, me leia, me entenda. Me mande mensagens pelo celular, pela internet ou simplesmente me ligue. Me deixe ouvir sua voz. Não importa se mora longe ou mora na casa ao lado. Apareça. Resolvemos problemas depois. Traga-me aquela esperança que eu havia perdido no caminho até aqui. Saia comigo e dê risadas. Amo risadas. Pareço um cara sério, mas adoro ouvir risadas. Ainda mais de você, seja quem for. Critique minha preguiça, mas faça parte dela. Seja quem é e não ligue para o que outros pensam. Esteja aqui, perto de mim, não fisicamente, mas emocionalmente. Afinal de contas, meu coração é teu. Ilumine tudo em mim, com um fósforo. Uma vela, um candelabro, uma lanterna, um holofote. Uma estrela. Ouça músicas comigo. Partilhe dores comigo, sejam as minhas ou as suas. Seja sincera, verdadeira ao que sentir. Não precisa gostar das mesmas coisas. Luz já é suficiente. E aliás, amor não enxerga gostos; eles apenas são um adicional. Mas fale besteiras sobre o que goste, irei falar também. Me chame do que quiser, apenas mostre que se importa. Entre. Aqueça. Não abandone e me deixe sob os feixes de luz. Quero viajar para longe e você será minha bagagem principal. Sonhe comigo, eleve minha imaginação a um novo patamar. Jogue comigo e se ganhar tire uma com a minha cara. Faça promessas. Indagações. Durma ao meu lado e sonhe os mesmos sonhos. Me tire da realidade, me faça viver uma vida maravilhosa. Seja o sol que ilumina meu dia e a Lua que clareia minhas noites. Seja lá quem você for. Apareça. Entenda.

Fuja da realidade comigo. Segure minha mão enquanto andamos pela areia, molhamos nossos pés na água e olhamos para o pôr do sol.


7 comentários:

  1. caraca maan, tu escreve bem demais O.O
    **
    http://viceveersa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. E eu que achava que não tinha sentimento algum, até gostei desse post. Uma coisa muito louca (que eu não sabia que existia) desabrochou em mim. Na boa, não to mentindo!
    Olha, Gabriel, você é totalmente o meu oposto, mas eu gostei de você. De verdade.
    E só por isso vou te seguir. Sim, você é um cara legal mesmo sendo romântico incorrigível.

    A Lilly do http://iampurplepineapple.blogspot.com/ passou por aqui com a conta de uma amiga dela. Cócegas e saudações ao terráqueo.

    ResponderExcluir
  3. Adorei o post, parabéns! Tu escreve bem demais :)

    ResponderExcluir
  4. Grabriel, se seus textos tivessem cheiro, exalariam um perfume de sonho. (:
    Nesse post vc mostrou como o amor pode ser simples e sublime ao mesmo tempo..
    Adorei =*

    ResponderExcluir
  5. Não tenho outra palavra para definir este post senão: Maravilhoso!

    ResponderExcluir
  6. *-*
    você escreve maravilhosamente bem. fiquei sensibilizado!
    parabéns pelo blog, pelo texto...
    estou seguindo, espero você no meu ta?!
    abraços
    http://umpoucosobreisso.blogspot.com/

    ResponderExcluir