sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

2011, Pt. 4/4

Outubro. Novembro. Dezembro. Confusão. Abandono. Verdades.

Onde eu guardo meu coração nesse tempos
Tão tristes, cinzas, claros e escuros?
Por onde andou todas as emoções e certezas?
Que tempo eu poderia dar para tudo dar certo?
Quanto tempo, na verdade.
Porque tudo é uma questão de tempo
Uma questão de costume absurda e arbitrária.
Julgue o que julgar, mas nunca engane o coração com mentiras
Sejam elas novas, velhas ou apenas ilusões
Contemplações antigas e confusas de sentimentos não sentidos
De batimentos pulados e pensamentos deletados.
Onde tudo não é verdade, apenas incertezas vivem sob as luzes
E a verdade é que mentir para si mesmo é sempre a pior mentira.
É sempre uma razão ilógica e impessoal
Uma motivação desvairante pelo vento.
Chega de incertezas, vamos dar o tempo.
Longe, longe, aqui do lado. Bem longe de seu lado.
O que deveria sentir agora além de mais nada
Além de conforto e de certeza?
Dúvidas cercavam todas as partes e resistiam cruelmente.
Simplicidade era o que havia a ser conquistado.
Felicidade era o que havia de ser sentido.
Lágrimas são derramadas e ambos choram em meio o campo de almas vazias.
A questão é sempre o que fazer depois de cair.
Mas quem caiu mais fundo?

O que era bem simples no começo, aparentou completamente complicado no seu fim. Dezembro foi um mês de mudanças, de assassinatos brutais aos sentimentos alheios e de verdades esclarecidas depois que todas as luzes foram apagadas. A verdade é que sentir felicidade não parece ser algo realmente distante; ela está aqui e agora. As lágrimas caíram, mas fizeram isso para melhorar, para tirar um peso negativo da alma, das almas. E aqui está o fim. Fim do fim do começo. Vejamos o que acontece a seguir.

Livros: série A Torre Negra (Stephen King); série O Mochileiro das Galáxias (Douglas Adams); Um Dia (David Nicholls); Marina (Carlos Ruiz Zafón).

Filmes: Um Dia; X-Men First Class; Thor.

Músicas: Legião Urbana (discografia); Dream Theater (discografia); Metallica (discografia); O Teatro Mágico (discografia); Slipknot (All Hope is Gone).


Um comentário:

  1. AMEI cara, desejo-te tudo de bom, de verdade.
    E...poxa amo a série Mochileiro das Galáxias *-*

    ResponderExcluir