quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Novus


Ah, aqui estamos de novo. Mais uma página em branco. Literalmente branca. Novo começo. Sim. Começo, começo, começo, começo, começo, começo, começo, começo, começo. Nem todos devem ter lidos todos os começos e pularam logo para cá. Acharam graça em pular a parte chata e chegar onde as coisas são mais legais. Quem pulou, pulou. Que não pulou, por que não pulou? Você está no seu direito, sabia? De qualquer maneira, é tudo novo. Olhar para o espelho parece algo novo, ler livros parece ser algo novo. Arrumar novas metas parece antigo, mesmo com metas novas. Então, o que aparenta novo em um mar de palavras escritas, talvez aleatoriamente batendo a cabeça no teclado, assim como alguns livros que eu não mencionarei, ou digitando com o dedão do pé? Não há nada de novo. Eu não sou novo. Mesmo achando que tudo mudou, nada mudou. Sou o mesmo, antigo e imperfeito, saco de matéria criando novos rumos. Quem lê isso sabe que é verdade. Não só para mim. Para tudo e todos. Mas por que tudo parece novo? Por que é um novo ano e temos um livro inteiro em branco? Não. Não temos um livro inteiro. Ganhamos alguns novos capítulos. O velho, o antigo ainda está lá. Escrito com seu próprio sangue e com as páginas amareladas pelo tempo. O que tem de novo é essa página. Esse dia. Esse momento. Esse segundo. Como sempre há. Sempre há coisas novas. Olhar para elas e perceber que são novas e aderi-las a nossa vida é uma escolha. Sempre há espaço para novas rotas, para novos traços, para novas palavras, para novos amores e temores. É só querer. É só não pular as partes chatas.

3 comentários:

  1. Grande pensador!
    Vou te seguir.

    Siga-me também.
    Tem muitos posts no meu blog que vai gostar.

    www.o-nada.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Grandes verdades em um grande texto. Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Poxa. Acho que é um começo para ti, não só um ano novo, mas um começo em ti...
    Não compartilho da mesma ideia, mas admiro seu ponto de vista, sua visão a respeito disso.
    See ya.

    ResponderExcluir